QUER UM CÃO DE RAÇA?

Desde a domesticação dos cães, o ser humano aprendeu que cruzando animais com determinadas características, os filhotes herdariam essas mesmas características. É desse modo que são criadas as diversas raças de cachorros, cruzando entre si animais com determinadas características a fim de conseguir os padrões de raça, como porte, cor, pelagem, e outras. Nesses cruzamentos selecionados, também ficam reforçados tendências a doenças e defeitos congênitos que chegam a ser verdadeiras deformidades, como: pernas curtas demais, orelhas longas demais, focinhos achatados, caras enrugadas, olhos saltados, etc. Saiba mais

  · Informações

0BTENHA RESPOSTAS, CLICANDO NAS PERGUNTAS:

Que fazer em casos de maus tratos
Abrigo e recolhimento de animais
Serviços veterinários gratuitos
Como ajudar um animal abandonado
Problemas com vizinhos
Restrições de animais em condomínios
O que é posse responsável
Por que castrar cães e gatos
Como avaliar o bem-estar de um animal Que raça de cachorro é mais indicada para mim?


QUE FAZER EM CASOS DE MAUS TRATOS?
A USPA é uma entidade de sociedade civil, sem poder de polícia, com poucos voluntários, todos com seus próprios compromissos da vida pessoal, portanto não podemos estar sempre disponíveis para apurar e encaminhar todos os problemas que surgem diariamente. Reservamos nossa iniciativa para os casos especiais, mais abrangentes, e que tenham evidência suficiente. Orientamos as pessoas sobre como elas próprias devem agir diante de maus tratos a animais: Ver detalhes eDENUNCIE.

Voltar

ABRIGO E RECOLHIMENTO DE ANIMAIS?
Não temos abrigo e não recolhemos animais. O recolhimento e a manutenção de abrigos é economicamente insustentável, não resolve, e até piora o problema, porque faz a população sentir-se à vontade para abandonar mais animais. Trabalhamos com a prevenção do problema: programas de castração, adoção e educação para a posse responsável.  Animal sem dono, na rua, atropelado ou doente, é atribuição do Centro de Controle animal (CCA) fone 3631 0306. Animal silvestre é com a Policia Ambiental, fone 3635 1729 / 3638 1700. Mais detalhes em SERVIÇOS.

Voltar

SERVIÇOS VETERINÁRIOS GRATUITOS?
Gratuidade não existe, pois tudo tem um custo. Trabalhamos dentro de nossos estreitos limites financeiros, e temos como regra não assumir dívidas, o que significa não poder atender esse tipo de solicitação. Em casos de real necessidade, temos convênios com a faculdade de veterinária da Unifeob e com clínicas particulares, para conseguir a castração a preços reduzidos, a consulta gratuita, e o tratamento parcelado. Veja detalhes em SERVIÇOS.

Voltar

COMO AJUDAR UM ANIMAL ABANDONADO?
Passe da compaixão à ação, envolva amigos e vizinhos em uma corrente de solidariedade, organize uma lista, a fim de vacinar, vermifugar, castrar e procurar um lar adotivo para esse animal. Podemos ajudar, através de nossos convênios, conseguindo consulta veterinária gratuita, tratamento parcelado, e castração a preço reduzido. No caso de filhotes, promovemos mensalmente uma FEIRA DE ADOÇÃO visando conseguir lares adequados para eles. Veja em AGENDA

Voltar

PROBLEMAS COM VIZINHOS?
Há pessoas que não gostam de animais, e não toleram a presença de qualquer um que seja. Alguns latidos ou miados, já bastam para provocar-lhes irritação e passarem a condenar a presença dos animais, e fazer ameaças. Nesses casos, é entendimento assentado em bases jurídicas o dever de respeitar o direito de propriedade do dono do animal, garantido pela Constituição Federal. Somente incômodos extraordinários, como latidos constantes e continuados, é que poderiam justificar algum questionamento. Mesmo assim, a hipótese não é a de se retirar o animal, mas sim de procurar saber por que ele está sentindo tanto desconforto, a ponto de manifestar-se através de latidos intermitentes. No caso de sofrer ameaças, o dono do animal pode registrar um Boletim de Ocorrência de “preservação de direitos”, com base no artigo 147 do Código Penal.

Voltar

RESTRIÇÕES DE ANIMAIS EM CONDOMÍNIOS?
Convenções condominiais ou regulamentos internos não têm força de lei para impor restrições que ferem o direito de propriedade, garantido pela Constituição Federal e pelo Código Civil. O judiciário tem derrubado a proibição de animais em condomínios, com base no art. 1.336 do Código Civil (lei do sossego), decidindo que somente incômodo extraordinário pode contestar a presença dos animais. Isso inclui animais em apartamentos ou casas pertencentes a condomínios, inclusive aqueles construídos com financiamento público.
Tem sido essa também a posição do SECOVI, sindicato do setor imobiliário, considerando nula e sem efeito qualquer CONVENÇÃO CONDOMINIAL que proíba a permanência de animais domésticos, como cães e gatos. 
Além disso, impedir o dono de manter o animal em sua companhia, forçando o abandono deste, constitui crime de maus tratos, previsto no art. 32, da Lei 9.605/98. Configura também prática de crueldade a decisão de síndico, ou de assembléia condominial, que obrigue a utilização de focinheira em animais dóceis e de pequeno porte. 
Configura constrangimento ilegal, previsto no art. 146 do Código Penal Brasileiro, querer obrigar a carregar os animais no colo, ou proíbir os condôminos a usarem os elevadores quando em companhia de seus animais, obrigando-os a transitarem pelas escadas. O direito de ir e vir do dono do animal estende-se a este. O mesmo vale para abordagens verbais ou escritas, feitas por vizinhos, síndicos ou porteiros, visando constranger  os condôminos que possuam animais.

Voltar

MANDAMENTOS DA POSSE RESPONSÁVEL
• Antes de adquirir um animal, verifique se todos de sua família estão de acordo, e se há recursos para mantê-lo.
• Animal não é um objeto que possa ser descartado. É um compromisso que você assume pela vida de um ser indefeso, que pode durar pelo menos 12 anos, e até mais.
• Em vez de comprar, adote animais de entidades ou do CCZ, assim você estará dando um lar a quem precisa, e deixa de incentivar a "indústria de filhotes".
• Cuide das necessidades básicas do animal: espaço, abrigo, alimento, higiene, afeto, cuidados veterinários.
• Registre o animal no CCZ, colocando nele uma placa de identificação.
• Nunca deixe o animal na rua solto, saia com ele sempre com coleira e guia.
• Eduque o animal sem violência, e respeitando sua natureza.
• Controle a reprodução do animal, de preferência pela castração, evitando crias indesejadas.
• Não deixe o animal sujar as vias públicas, mas se isso acontecer, recolha os dejetos.
• Eduque as crianças para respeitarem todos os animais.

Voltar

VANTAGENS DA CASTRAÇÃO PARA CÃES E GATOS
Além de evitar crias indesejadas e abandono de animais, existem outras vantagens:

PARA AS FÊMEAS
Evita piometra (infecção uterina) e pseudociese (gravidez psíquica).
Se for realizada antes do primeiro cio, diminui as chances de tumor de mama
Evita fugas de casa e outros comportamentos incômodos do cio.

PARA OS MACHOS
Evita brigas por disputa territorial
Diminui a demarcação territorial com urina
Diminui o cheiro forte da urina
Previne tumor de próstata e hérnia perineal
Evita fugas de casa atrás de fêmeas no cio

PARA AMBOS
Aumenta a expectativa de vida e diminui o risco de doenças
Evita o estresse do animal por não poder cruzar.
Evita o abandono de animais, atropelamentos e maus tratos.

PARA A COMUNIDADE
Contribui para a segurança pública: diminui o número de animais errantes, com a conseqüente redução de acidentes e de mordeduras.
Contribui para a saúde pública: menos animais errantes significa menos mordeduras, menos zoonoses, menos fezes e urina em locais públicos. .
E AS DESVANTAGENS? Nenhuma! O animal castrado não fica “bobo”, não sofre, e não engorda, desde que tenha exercício suficiente e alimentação adequada.
E O ANTICONCEPCIONAL INJETÁVEL? A famosa “vacina” anticoncepcional tem graves efeitos colaterais, inclusive câncer.

Voltar

BEM ESTAR ANIMAL
Atualmente está confirmado que os animais são seres sencientes, isto é, têm a capacidade de sentir dores físicas e inclusive emoções, como alegria, tristeza, angústia, medo, da mesma forma que nós. Sendo assim, nosso dever humanitário é garantir a eles o direito ao bem-estar, que deve ser avaliado pelos critérios das cinco liberdades.

Deve-se garantir que o animal esteja:
1. Livre de fome e sede
2. Livre de medo e angústia
3. Livre de desconforto físico e térmico
4. Livre de dor, lesões e doenças
5. Livre para expressar seu comportamento natural.

Voltar






USPA - União Sanjoanense de Proteção aos Animais - Site administrado por: Dg3 Comunicação - www.dg3.com.br

Política de Privacidade e os Termos de Uso, informam as condições para acesso e uso do site do USPA.
Leia-os atentamente. Em caso de dúvida, escreva na seção Contato e teremos prazer em responder.